terça-feira, 13 de junho de 2017

Presidente da Câmara de Dorval recusa abolir a carne de porco do menu das cantinas das escolas


Os pais de alunos muçulmanos exigiram a abolição da carne de porco do cardápio de todas as escolas do Distrito de Montreal. O Presidente da Câmara do subúrbio de Dorval em Montreal recusou e o porta-voz da Câmara mandou uma carta aos pais explicando o porque. Eis o teor da carta:

"Os mulçumanos têm que perceber que devem se adaptar ao Canadá e ao Quebec: aos costumes, as tradições e ao modo de vida locais porque foi para aqui que eles escolheram imigrar. Têm que entender que se devem integrar e aprender a viver no Quebec.

Muçulmanos imigrantes têm que entender que cabe a eles mudar o seu modo de vida; não os Canadenses que tão generosamente os acolheram.

Têm que perceber que os Canadenses não são nem racistas nem xenófobos. Que aceitaram muitos imigrantes antes dos muçulmanos (já o contrário não é verdadeiro, pois estados muçulmanos não aceitam imigrantes não muçulmanos).

Que não mais do que outras nações, os Canadenses não estão dispostos a renunciar a sua identidade, a sua cultura.

E se o Canadá é um país hospitaleiro, não é o Presidente da Câmara que bem recebe os estrangeiros, mas os cidadãos quebequenses canadenses como um todo.

E por último, os imigrantes muçulmanos têm que perceber que no Canadá (Quebec) - devido às raízes judaico-cristãs, árvores de natal, igrejas e festivais religiosos - a sua religião deve permanecer no fórum privado. A municipalidade de Dorval procedeu acertadamente ao recusar quaisquer concessões ao Islão e a Sharia.

Aos muçulmanos que discordam do secularismo e não se sentem desejados no Canadá, tenho a dizer que há 57 lindos países muçulmanos no mundo, na sua maioria pouco populosos  e prontos a recebê-los com braços abertos à la halal de acordo com a Sharia.

Se você emigrou do seu país para o Canadá e não para outro país muçulmano é porque concluiu que a vida é melhor no Canadá do que em qualquer outro país.

Pergunte a si próprio, uma só vez, porquê é melhor aqui no Canadá do que de onde vim?  "Uma cantina onde se serve carne de porco" é parte da resposta.


ATITUDE EXEMPLAR. Partilhe para promover  TOLERÂNCIA pelo mundo. 
É a atitude que todos países deveriam adoptar.


Conheça minha loja virtual e aproveite as excelentes ofertas.

SMARTBUY 1000 - Compra InteligenteVocê vai adorar!



3 comentários:

  1. Where there are Muslims, there are always problems. Blue Soldiers II book.

    ResponderExcluir
  2. REFUJIHADISTAS
    Os muçulmanos não se integram na cultura da nação anfitriã, nem tentam assimilar ou se adaptar às práticas culturais das terras que escolhem pra assentamento. Também não se sentem felizes quando recebem o status de igualdade numa sociedade com raças e crenças religiosas variadas.
    Eles procuram dominar e ditar o discurso público, e tentam ser o grupo mais privilegiado. Refletem a mesquita no local de trabalho, através de exigências nutricionais e de demandas por tempo e espaço pra orações, usando a ofensa como um meio de obter o seu próprio caminho, e controlam a fala dos outros na medida em que nunca permitem qualquer crítica ao Islã.
    Texto do livro Soldados Azuis II.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns !! Disse o óbvio, mas isso é o falta nesse mundo do politicamente correto, onde a cauda abana o cachorro !!

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...