quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Dilma troca as bolas e chama Roraima de Rondônia

Diante de 15 mil pessoas, Dilma paga mico trocando o nome do estado de Roraima por Rondônia. Ela pretende ser presidente de um país cujos estados nem conhece direito? Deveria ter continuado de férias. Lula está insistindo num projeto furado e vai perder as eleições por causa desta tresloucada que só entende de guerrilha. E eu é que não vou chorar...


Em discurso, Dilma se confunde e chama Roraima de Rondônia


Jailton de Carvalho e Luiza Damé

BOA VISTA - Em discurso para uma plateia de cerca de 15 mil pessoas na capital de Roraima, a chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, se confundiu nesta segunda-feira e chamou o estado de Rondônia. Algumas pessoas ensaiaram uma vaia, mas a pré-candidata do PT à Presidência se corrigiu imediatamente e conseguiu abafar os protestos. A gafe foi cometida num ato de entrega de títulos agrários, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

" Este país está mudando, mas Rondônia está mudando mais rápido. Desculpem-me, é Roraima, mas Rondônia também está mudando "

- Este país está mudando, mas Rondônia está mudando mais rápido. Desculpem-me, é Roraima, mas Rondônia também está mudando. Rondônia, Roraima, Acre, Amazonas e Pará - disse a ministra, corrigindo a gafe imediatamente.

Na cerimônia, Lula e Dilma anunciaram um pacote de investimentos que passa dos R$ 600 milhões, quantia considerada sem precedentes no estado. Só em recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), serão destinados R$ 509 milhões para obras de saneamento. Em convênios com prefeituras e com o estado, serão liberados R$ 105 milhões para obras de moradia, drenagem e recuperação de estradas, além de regularização de lotes urbanos e rurais.

No palanque, Lula fez críticas ao líder arrozeiro Paulo César Quartiero, que até hoje não se conforma com a demarcação contínua da reserva indígena Raposa Serra do Sol . Mais cedo, Quartiero entrou em choque com policiais militare s e, junto a outras três pessoas, saiu ferido de uma manifestação antes da chegada do presidente.

- Eu saí de casa com a notícia de que alguns tinham comprado todos os ovos e os tomates de Roraima para jogar em mim e na comitiva. Eu tenho consciência de que ninguém que vive de salário iria comprar um ovo para jogar em alguém, porque preferiria comer esse ovo. Pode ser que tenha gente que tem demais e aí vai jogar o ovo, porque vai comer coisa melhor - criticou Lula.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...