terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Tá eu vou...

Mais um achado arqueológico literário pessoal.Outro poema que escrevi na minha juventude.



Tá eu vou...

Tá eu vou
Vou pela sombra das árvores
Se o sol tiver forte demais
Mas se fizer tempo fechado
E as águas quiserem cair
Eu vou cantando na chuva
Mas eu chego logo aí...

Tá eu vou
Eu vou pelas asas do vento
Se o vento quiser me levar
Mas se for uma brisa bem leve
Tão leve que não der prá ir
Eu vou de carona com as aves
Mas eu chego logo aí

Tá eu vou
Eu já prometi que eu vou
E eu vou de qualquer maneira
Mesmo que seja em alfa
Na força do teu pensamento
Mesmo que só um momento
Mas eu vou pintar por aí...


Heber Dias de Sousa © Todos os direitos reservados - 1999

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...