segunda-feira, 27 de julho de 2009

Faxina só pega ralé da criadagem - 2.179 servidores foram expulsos do governo desde 2003


O CGU diz que está fazendo a sua parte. Botou pra correr 2.179 servidores que foram pegos com a boca na botija. O problema é que essa limpeza só atinge a criadagem. Caciques podem até roubar a botija que tá livre de punição. Castelogate, Trem da Alegria com 82 efetivações sem concurso, Fundação Sarney que embolsa meia milha, Atos e contas secretas no senado, e mais uma lista cavalar de irregularidaes e imoralidades financiadas com dinheiro público. Só sobra "ferro" pra ralé da criadagem.

Assim sempre caminhou a humanidade...


2.179 servidores foram expulsos do governo desde 2003, diz CGU

MÁRCIO FALCÃO
da Folha Online, em Brasília

A CGU (Controladoria Geral da União) recomendou nos últimos seis anos a expulsão do serviço público de 2.179 servidores que foram flagrados em atos de corrupção. No mês passado, o governo registrou seu recorde e determinou o afastamento definitivo de 43 funcionários.

Das 2.179 expulsões, entre 2003 e 2009, 1.878 foram demissões, 169 destituições de cargo ou função e 132 cassações de aposentadorias. Esses números não incluem as empresas estatais.

Segundo a CGU, 70% das irregularidades tratam de improbidade administrativa, incluindo o uso do cargo em proveito pessoal e o recebimento de propina.

De janeiro até o final de junho, as penalidades expulsivas somaram 210, sendo 173 demissões, 26 destituições de cargo ou função e 11 cassações de aposentadorias. Esse número, neste primeiro semestre, foi inferior apenas ao do primeiro semestre de 2007, quando chegaram a 246.

Para o ministro Jorge Hage (CGU), a punição dessas penalidades, que dependem apenas do Executivo, é a opção mais rápida e eficaz de evitar a impunidade.

"Se fôssemos esperar pela aplicação das sanções pela via judicial teríamos de aguardar por anos a fio, pois os processos civis e criminais, no Brasil, nunca terminam", afirmou.

Com informações da CGU

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...