quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Leitores do GLOBO aprovam candidatura de Marina Silva à presidência em 2010

Começou bem a corrida de Marina Verde da Silva à presidência da república. 83,63% dos 3121 leitores que participaram de enquete no site do GLOBO, a ex-ministra do Meio Ambiente deve ser candidata à presidência em 2010. Isso mostra que existe uma empatia natural pela figura de Marina. Nas próximas pesquisas ela deve abocanhar uma parcela bem maior do eleitorado. Fato é que a presença verde na disputa já tem causado enorme reboliço e tem tirado o sono de vermelhos e azuis. Os amarelos (Heloísa Helena) ainda não entraram para valer no debate. Vamos aguardar os rumos dessa corrida que deve ser bem interessante, ninguém duvide.

Esta charge do Fausto foi feita originalmente para o

Leitores apoiam candidatura de Marina Silva à presidência em 2010

Publicada em 20/08/2009 às 15h43m
O Globo

RIO - A senadora Marina Silva (AC) diz que ainda não decidiu, mas para 83,63% dos 3121 leitores que participaram de enquete no site do GLOBO, a ex-ministra do Meio Ambiente deve ser candidata à presidência em 2010. Marina, que se desligou do PT na quarta-feira, estuda convite para ingressar no PV, que quer lançar seu nome para a disputa. Ainda de acordo com a enquete, 14,96% dos internautas não concordam com sua candidatura, e 1,41% diz não saber. ( Leia mais: Mercadante anuncia que vai renunciar à liderança do PT )

Ao anunciar sua saída do PT, Marina não quis adiantar se concorda com as pretensões dos verdes de tê-la como candidata à presidência. Sobre as críticas de que seria uma candidata monotemática, ironizou:

- Talvez seja uma fragilidade de quem compreende o conceito (de meio ambiente).

Para o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, o desligamento de Marina é uma perda para o PT, mas sua possível candidatura à presidência seria positiva para aumentar e reforçar o debate ambiental no país. ( Leia mais: Lula afirma que relação com Marina Silva não muda )

- Do ponto de vista partidário, do ponto de vista do governo, há uma perda porque ela tem um legado, uma representatividade, mas do ponto de vista do debate ambiental, todos os partidos e candidatos vão ter que se posicionar em relação a esse assunto. O debate ambiental ganha, mas o PT e o governo perdem com a saída dela - disse o ministro, que assumiu a pasta do Meio Ambiente após o pedido de demissão de Marina Silva.

O Planalto avalia que sua provável candidatura deve causar prejuízos à campanha da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), pré-candidata do PT apoiada por Lula. Em 2008, Marina deixou o Ministério do Meio Ambiente depois de duros embates com Dilma por causa de entraves ambientais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...