quinta-feira, 20 de agosto de 2009

PMDB também começa a desmoronar

As pedras vão rolar. Pelo jeito começa a debandada no PMDB também. Atentos ao custo político do arquivamento das representações contra Sarney, pemedebistas começar a saltar do barco, percebendo que a canoa furou. Mão Santa e Valter Pereira estão vazando na braquiária, como se diz aqui nas Minas Gerais. O partido que lutou tanto pelas diretas e de tantos feitos notáveis, se transformou numa poça de lama podre. Pobre Ulysses guimarães, deve estar se revirando nas profundezas do mar onde deveria estar repousando.
Charge do Neo Correia


Após Mão Santa, senador Valter Pereira também deve deixar o PMDB

da Agência Brasil

O troca-troca de partidos, como preparação para a eleição de 2010, começou no Senado. Depois do senador Mão Santa (PMDB-PI), que anunciou nesta quinta-feira que vai deixar a legenda, o senador Valter Pereira (PMDB-MS) também analisa a possibilidade de deixar o partido por falta de espaço.

Pereira se diz incomodado pela indefinição do PMDB local quanto aos critérios que nortearão a escolha dos candidatos ao Senado no ano que vem.

Segundo ele, foi pactuado com o governador André Puccinelli (PMDB) que até o fim do mês haveria uma solução para esse problema, uma vez que suas pendências são diretamente com o presidente do Diretório Estadual. O peemedebista afirmou que, no caso de ter que mudar de partido, pode transferir-se para o PSDB, PTB, PSB ou PPS.

Mão Santa deixou hoje o PMDB por acreditar que não tem mais espaço para concorrer a uma reeleição no ano que vem. De acordo com o parlamentar, o PT "tomou conta" do partido no Piauí, o que inviabilizou sua candidatura para mais oito anos na Casa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...