sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Só faltou STF mandar prender Francenildo por perturbação da ordem

Coitados de nós, pobres Francenildos. Pobre de nós, simples mortais, que não gozamos da imunidade petística real proporcionada por Lula aos seus cupinchas.

É como no causo que segue:
Dois trabalhadores estavam caminhando pelo acostamento da Via Dutra, voltando de uma Indústria onde haviam trabalhado duro o dia inteiro, quando um Advogado, que vinha a toda velocidade no seu carro importado, atropela os dois. Um deles atravessou o pára-brisa e caiu dentro do carro enquanto o outro voou longe, a uns dez metros do local do atropelamento. Três meses depois, eles saíram do Hospital e, para surpresa geral, foram directo para a cadeia. Um por invasão de domicílio e o outro por se evadir do local do acidente...!



"Dormi bem na última noite. Não perdi um minuto de sono." (diz caseiro sobre julgamento de Palocci)

“existe certeza do crime e indícios veementes de sua autoria” (procurador-geral da República, Roberto Gurgel)

Freire diz que 'só faltou STF decretar prisão do Francenildo'

Plantão O Globo

BRASÍLIA - O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, disse nesta sexta-feira que "só faltou o STF (Supremo Tribunal Federal) decretar a prisão do Francenildo". O Supremo, na noite de quinta-feira, livrou o ex-ministro da Fazenda e deputado federal Antonio Palocci (PT-SP) de responder processo criminal pela quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa. Segundo Freire, a rejeição da denúncia, por 5 votos a 4, aliada a absolvição de José Sarney no Senado, faz a população acreditar, cada vez mais, que o Brasil se transformou numa grande pizzaria.

Ainda segundo Freire, a sensação de impunidade, tem como patrocinador principal o presidente Luiz Inácio lula da Silva, que interfere diretamente nas decisões dos demais poderes da República.

- O governo Lula jogou fora todo e qualquer valor republicano - diz Freire, condenado também o aparelhamento do estado promovido por Lula e pelo PT.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...