sexta-feira, 7 de agosto de 2009

O desfecho da ópera bufa do caso Sarney

Para quem tinha alguma dúvida de como seria o desfecho da ópera bufa do caso Sarney, teceram um tapete às pressas, chamado Conselho de Ética (Tsc!) e vão varrer a MERDA TODA pra baixo dele. Sarney convocou os cabra-machos das alagoas, que para os tucanos são cangaceiros de terceira categoria, e ameaçou jogar a casa no buraco. Então é assim: a merda vai pro ventilador ou pra baixo do tapete. Dúvida hamletiana. Assar ou não assar, este pizzão! Como já se ouve o som da tarantela, o final já está configurado.
Esta é a gigantesca Pizzaria Senado!




Conselho de Ética deve arquivar acusações contra Sarney

Do Diário OnLine

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), deve apresentar na tarde desta sexta-feira à Mesa Diretora da Casa sua decisão sobre as sete representações e denúncias que ainda restam contra o senador José Sarney (PMDB-AP). A expectativa é que todas as acusações sejam arquivadas.

Na quarta-feira, Duque pediu o arquivamento de quatro acusações contra o presidente do Senado, bem como de uma contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), ex-chefe da Casa.

Todas as denúncias foram rejeitadas por motivos semelhantes: segundo o presidente do colegiado, elas se baseiam em notícias da imprensa e, por isso, não atendem aos princípios regimentais do conselho.

Manobra - Caso os senadores do PT votem junto com os oposicionistas, será possível pedir a reabertura das acusações arquivadas. Também seria viável livrar o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), da representação apresentada contra ele pelo PMDB.

Para conseguir aprovar ou rejeitar os recursos são necessários oito votos. A oposição possui somente cinco, o que a deixa dependente dos votos dos petistas João Pedro (AM), Delcídio Amaral (MS) e Ideli Salvatti (SC).

Acusações - Entre as sete denúncias que ainda aguardam parecer de Paulo Duque estão três representações apresentadas pelo PSDB, uma representação apresentada pelo PSOL e três denúncias formuladas pelo líder dos tucanos, Arthur Virgílio (AM) - duas delas assinadas em conjunto com o senador Cristovam Buarque (PDT-DF).

As proposituras pedem esclarecimentos sobre eventuais responsabilidades de José Sarney no desvio de recursos da Petrobras; na omissão de bens na Justiça Eleitoral; na edição dos atos secretos para suposto favorecimento de parentes; e no favorecimento ilegal de empresa do neto do presidente do Senado na concessão de empréstimos consignados a servidores da Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...