segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Pronto agora virou moda... Censura prévia voltou!

Pelo visto, não demora e o pau vai estar comendo pro meu lado também. A turma de Brasília não gosta de mosca voando sobre a sopa deles. A propaganda da Folha já disse que não adianta tentar dedetizar porque eles vão estar sempre zumbizando. Nós bloqueiros mosquitos também estamos na mira da tralha. É que mosquito se multiplica e se espalha como praga, então, caso os desinformados senadores e pulhas do gêneros não saibam, quanto mais eles chiarem mais a praga incomoda. Estou repassando o post do Blog Ciência Brasil de Marcelo Hermes (UnB):

Oi pesssoal,
Agora virou mesmo moda a censura prévia. Vejam que aconteceu depois do Estadão ser censurado pelo filho de Sarney. E desta vez envolve a senadora Ideli Salvatti.
.
Uma juiza de Floripa (Denise de Souza Luiz Francoski) ordena que o blog Tijoladas do Mosquito seja (i) retirado "do site" ou (ii) que remova "blogs" sobre a senadora Ideli Salvatti, e (iii) que se abstenha de publicar qualquer coisa sobre ela daqui para frente.
.
Como se pode julgar sobre algo que não foi escrito ainda ? E se o blog do Mosquito escrever elogios à senadora ? Mesmo assim é vetado ?
.
Isso se chama censura prévia, é flagrantemente inconstitucional. Em breve algum juiz vai ordenar que não se publique qualquer comentário crítico à Dilminha, só por precaução ! Estaremos caminhando para uma república de bananas ao estilo Hugo Chavez !
.
Dei uma olhada no blog, e é bem ácido. assim como muito popular entre o pessoal de SC. Vejam aqui um post recente do Mosquito sobre a senadora PTista amiga da liberdade de imprensa.
.
Se essa moda pega, daqui a pouco o reitor da UnB (amigo do PT) vai entrar com uma ação para fechar o blog ciênciabrasil. Motivo: criticamos reitores da UnB. Todos, e sem pena.
.
Vejam agora os comentários do Hulk:
.
Vá lá que o Mosquito exagera na dose, mas Senadora processar mosquito ?? E a sentença da juíza é uma pérola. Manda tirar o blog do site. Como ?? Se o site é o blog ?? O motivo ?
.
"O fumus boni iuris, por sua vez, da mesma forma encontra-se presente, haja vista que a autora se trata de pessoa de notório reconhecimento público nacional, de ilibada reputação, haja vista ser Senadora da República, com notória história construída através da incessante luta contra a corrupção, à violência e defesa da moralidade político-social.”
.
Esse fumus que ela fumou é suspeito...
.
A íntegra da sentença está aqui.

Um comentário:

  1. Obrigado pelo link para meu post !

    há um errinho de digitação no meu texto. Onde está "Como se pode julgar sobre algo não foi escrito ainda ?",

    por favor corrigir para

    "Como se pode julgar sobre algo que não foi escrito ainda ?"

    um grande abraço de Brasilia !

    Marcelo

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...