quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Tasso chama Renan de cangaceiro de terceira categoria

O bicho tá pegando feio no plenário do Senado da República. Num arranca-rabos memorável, Tasso Jereissati chama Renan Calheiros de "Cangaceiro de Terceira Categoria". Renan, que é o Capitão Nascimento da Tropa de Elite do Sarney, foi classificado como um cangaceirinho de merda. Nada de Lampião, no máximo uma Lamparina, ou Fifó, como dizem por aquelas bandas. Depois do olhar endiabrado de Collor para Pedro Simon, que nos fez lembrar as melhores cenas do embate José Dirceu X Roberto Jefferson, quando este último dizia "O senhor disperta em mim meus instintos mais primitivos", assitimos a mais um pega-pra-capar daqueles. É isso que nossos suados impostos financiam. Esse é o Senado da República do Brasil, reduzido a um ringue de políticos ensandecidos, que estão protagonizando um espetáculo patético e grotesco diante das câmaras para todo o país assitir de camarote. Nós pagamos o salários, as benesses, a TV Senado, enfim... Todo esse circo chinfrim onde eles são as feras e nós os palhaços. Que coisa triste!






Renan e Tasso batem-boca no plenário do Senado

Do Diário OnLine
Com Agências

Da Agência SenadoTrês dias depois de uma forte discussão, o Senado foi palco, nesta quinta-feira, de novo bate-boca entre parlamentares. Desta vez, os protagonistas do conflito foram Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Renan Calheiros (PMDB-AL). A sessão chegou a ser suspensa, para que os ânimos se acalmassem.

Eles trocaram acusações depois que Renan leu a representação que seu partido fez contra o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), acusado de quebra de decoro parlamentar por ter mantido o pagamento, com recursos do Senado, de um funcionário seu que estava estudando no exterior.

A discussão começou quando Jereissati pediu que fosse retirada do plenário uma pessoa que estava se manifestando contra a representação. Em resposta, Renan afirmou que crises no Senado acontecem por causa de uma "minoria com complexo de maioria".

"Renan, não aponte esse dedo sujo pra cimaDa Agência Senado de mim", respondeu Tasso. "O dedo sujo infelizmente é o de vossa excelência. São os dedos dos jatinhos que o Senado pagou", rebateu Calheiros, em referência aos aviões que o senador do PSDB teria pago com recursos do Senado. "O jato é meu, tenho dinheiro para pagar, não é dos que você anda com os seus empreiteiros", respondeu Tasso.

Fora do microfone, a briga continuou. O peemedebista teria acusado o colega de "coronel", ao que Tasso responde: "coronel cangaceiro de terceira categoria". Em seguida, Renan utilizou contra o tucano um termo de baixo calão (seu m...) segundo senadores próximos. O senador do PSDB reclamou das palavras e pediu que fosse aberta representação contra Calheiros por quebra de decoro parlamentar.

Manifesto - Logo após a discussão a oposição leu em plenário um manifesto pedindo o afastamento do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP). O documento foi assinado pelos líderes do PSDB, DEM, PDT e PSOL.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante aqui. Ao comentar você nos incentiva a continuar nosso trabalho. Responderei neste mesmo espaço. Vamos prosear...